in

Exaustão emocional: Consequência de se manter forte por muito tempo

Exaustão emocional Consequência de se manter forte por muito tempo
Rafael Serafim by Pexels

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a exaustão emocional é a sensação de que você foi além dos seus limites, quando você sente que está sem recursos físicos e mentais para lidar com diversas situações do dia-a-dia.

Devido a rotina, a sobrecarga de esforços e a falta de tempo para executar todas as tarefas programadas para o dia, o cansaço, a falta de cuidado e descanso mental tem aumentado e impactado de forma negativa na qualidade de vida das pessoas.

Nem sempre será possível dar conta de tudo ao mesmo tempo, e quando as pessoas tentam ser forte 24 horas por dia, correm o risco de se depararem com o sofrimento da exaustão emocional.

É um processo lento, porém necessita de atenção com relação as causas e sintomas que afetam não só a saúde física e psicológica, como também os relacionamentos afetivos e amorosos, conquistas profissionais, bem-estar e a qualidade de vida das pessoas.

PUBLICIDADE

Quais são as causas que podem levar ao esgotamento emocional?

O esgotamento emocional, pode ser originado por diferentes fatores, e ele não aparece da noite para o dia, é um processo gradual.

Quando não existe o cuidado das nossas emoções, as pressões psicológicas acabam refletindo em nosso corpo, causando dores e doenças físicas.

A síndrome da exaustão ou esgotamento emocional ocorre devido a sobrecarga física, emocional e psicológica.

Podendo ser ocasionada por excessos de responsabilidades, conflitos, ou estímulos cognitivos e emocionais.

Você já parou para refletir no quanto ela pode ser prejudicial para o equilíbrio mental e de que forma ela pode afetar negativamente a saúde física, psicológica, os relacionamentos pessoais e até mesmo a vida profissional de quem tem exaustão mental?

A auto cobrança, o desequilíbrio entre dar e receber, a falta de reciprocidade, o desejo de dar conta de tudo ao mesmo tempo, o perfeccionismo, e a falta de autocuidado de forma geral, baixa autoestima, dificuldades em lidar com as próprias emoções, estresse contínuo, sobrecarga nas atividades rotineiras, e conflitos internos contribuem para que a exaustão emocional se instale.

Geralmente quem se encontra com exaustão emocional não cuida de si mesmo (a) como deveria não tem amor-próprio, e necessita de autoconhecimento.

O desejo de agradar é mais importante, a necessidade interna de buscar reconhecimento, consideração e afeto por parte de todos também são fatores determinantes para que a pessoa se sinta exausta.

Na maioria das vezes ela se apresenta como uma pessoa forte, que dá conta de tudo, mas por dentro a realidade é totalmente o oposto.

PUBLICIDADE

Quais são os principais sintomas de uma pessoa com exaustão emocional?

Em determinadas situações os sintomas da exaustão emocional são negligenciados por quem sofre com o problema.

Porém se ela não for tratada, pode acarretar diversos prejuízos e complicações físicas e psicológicas.

É preciso prestar atenção em alguns sinais que o corpo, a mente e comportamento transmitem no dia-a-dia.

Ao contrário dos que muitos imaginam, a exaustão emocional não apresenta apenas sintomas psicológicos, alguns sintomas físicos também podem aparecer, e devem ser observados como:

  • Sensação de cansaço contínuo;
  • Diminuição do rendimento no trabalho e estudos;
  • Irritabilidade;
  • Alteração repentina de humor;
  • Distanciamento afetivo;
  • Presença frequente de pensamentos negativos;
  • Falta de motivação;
  • Dores de cabeça;
  • Alteração no apetite;
  • Dificuldades de concentração;
  • Ansiedade e angústia;
  • Depressão;
  • Aumento da desesperança;
  • Falta de propósitos;
  • Descontrole das emoções;
  • Dores musculares;
  • Falhas de memória;
  • Dificuldade de raciocínio;
  • Alterações gástricas e intestinais;
  • Dificuldade no trabalho.

Quais são as formas de lidar e enfrentar a exaustão emocional?

A primeira coisa a se fazer com certeza é buscar uma relação de equilíbrio em todas as áreas da vida para viver com mais leveza e bem-estar.

Focar em fatores protetores, pode ser uma forma de prevenir o surgimento do esgotamento mental.

Mudanças por hábitos mais saudáveis

E para que isso aconteça é necessário que algumas mudanças de hábitos sejam adquiridas, como:

  • Deixar de lado a obsessão pela perfeição
  • Se reconectar com a sua própria essência;
  • Ter autoconhecimento;
  • Aceitar os erros e aprender com eles;
  • Fazer coisas que gosta mesmo na ausência de outras pessoas;
  • Administrar melhor o tempo;
  • Separar um tempo só para você;
  • Relaxar e ficar calmo (a);
  • Não pensar tanto nas tarefas diárias, preocupações e responsabilidades;
  • Fazer uma coisa de cada vez;
  • Não se cobrar tanto;
  • Fazer psicoterapia;
  • Praticar atividades de proporcionam prazer e bem-estar.

Tudo isso pode ser feito de forma gradual, se encontrar dificuldades, procure ajuda profissional, reveja suas prioridades, construa uma nova relação com você e com o mundo, de forma que você se sinta bem e saudável.

O autocuidado é essencial para mantermos uma vida em harmonia com nós e com tudo que está ao nosso redor.

Reportar erro

PUBLICIDADE

Escrito por Gabriela Medina

Olá, é um prazer ter você! Meu nome é Gabriela, sou Psicóloga CRP 12/16811, apaixonada pela profissão e o meu objetivo neste espaço é informar, esclarecer temáticas pertinentes e relevantes a respeito de relacionamentos, de saúde mental, emocional e psicológica, além de ajudar a melhorar a compreensão sobre sobre você, seus sentimentos e emoções para que tenha melhor qualidade de vida.

Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Terapia Arte de Ressignificar

Terapia – A arte de ressignificar histórias de vida

Racismo: É difícil mas temos que reagir

Racismo: É difícil, mas temos que reagir