in

10 sinais de que você está em um relacionamento tóxico

10 sinais que você está em um relacionamento tóxico
Ba Tik by Pexels
Relacionamento tóxico | O que é? | 10 Sinais | Tem cura?

Relacionamento tóxico

Você lembra como começou seu relacionamento? Geralmente, estamos tão apaixonados que todas as características da outra pessoa parecem “encantadoras”.

Se a maioria desses aspectos positivos continuarem “encantadores”, parabéns! Você tem grandes chances de estar em um relacionamento saudável.

Ter algumas pedras o caminho, é normal. São pessoas com hábitos, pensamentos e jeitos diferentes.

Por isso, casais discutirem e lidarem juntos com os desafios que aparecem no relacionamento é um bom indicativo de amadurecimento.

Entretanto, se a companhia do outro passou a ser sinônimo de discussões na maior parte do tempo, fique em alerta!

Você pode estar em um relacionamento tóxico.

O que é um relacionamento tóxico?

Se o simples fato de pensar em encontrar seu parceiro, já te entristece, causa angústia, ansiedade ou mal humor é provável que a qualidade da relação já não é mais a mesma.

E se isso se agravar com o tempo, você pode descobrir que tem uma pessoa tóxica ao seu lado.

Isso significa, que seu parceiro tende a drenar a sua energia. Muitas vezes, ele têm atitudes imprevisíveis, incoerentes o que causa brigas desnecessárias e confusas.

Para saber mais sobre esse assunto, elaboramos abaixo 10 sinais que te ajudarão a identificar se há características de toxicidade no seu relacionamento.

10 Sinais de um relacionamento tóxico

Se você tiver 5 dos 10 sinais abaixo é bem provável que você esteja em um relacionamento tóxico.

1. Sensação de esgotamento emocional

Você se sente apática ou cansada na presença da pessoa. Estar ao lado do ser “amado” é pesado, te irrita ou incomoda.

2. Atmosfera hostil

A pessoa sempre está com raiva, briga por qualquer coisa, fala com rispidez ou agressividade com você ou com uma pessoa querida.

3. Sempre te julgando

Você está sendo julgada a todo momento. Quando surgirem críticas, elas não são construtivas, tem o intuito de te desvalorizar ou humilhar.

4. Sempre te “podando”

A pessoa sempre te “poda” em frente a familiares e amigos, criando situações constrangedoras.

5. Ignorando suas necessidades

Acompanhar tudo o que seu parceiro deseja fazer, mesmo quando vai contra sua vontade ou nível de conforto, é um sinal seguro de toxicidade. Suas necessidades também importam.

6. Rebaixando sua autoestima

Sua autoestima e autoconfiança abalam seu parceiro, por isso, é comum ele bombardear qualquer atitude positiva sua ou elogio recebido.

7. Inveja

Seu sucesso é motivo de brigas e humilhações. Qualquer conquista fere a insegurança do outro. Geralmente isso acontece sem ele perceber, por não saber lidar com frustrações.

8. Comunicação tóxica

A gentileza e o carinho deram lugar a conversas com hostilidade, desdém, sarcasmo ou acidez. Isso prejudica a comunicação do casal, sendo um dos itens mais tóxicos do relacionamento.

9. Controlando comportamentos

Controlar o tempo que você está fora, ter a senha do seu celular, censurar suas roupas, ficar aborrecido quando você não responde ao whatsapp imediatamente, são sinais de comportamento controlador.

10. Auto-traição persistente

Você muda constantemente de opinião para agradar o parceiro. Isso indica que você está no caminho errado ao abrir mão das suas ideias, opiniões e escolhas com receio de perdê-lo ou de causar uma situação desconfortável.

Relacionamento tóxico tem cura?

Antes de perguntar se um relacionamento tóxico tem cura, é importante ser sincero com você mesmo.

“Vale a pena tentar “salvar” essa relação?

Ter autonomia é um dos pontos principais para cultivar o autocuidado e o amor próprio. Dessa forma, isso refletirá diretamente nas suas relações.

Caso sua resposta seja “sim, vale a pena”, é essencial que ambos queiram investir na melhora da relação.

Vocês precisarão criar atitudes saudáveis e essa é a parte mais difícil.

É fundamental que os parceiros sintam-se com a mesma responsabilidade pela relação, reconhecendo as atitudes que afetam o casal, ampliando o senso de parceria e autoconsciência.

Buscar culpados ao invés de procurar a solução para o problema, é começar o jogo querendo perder. A melhor atitude vem por meio da compreensão e aprendizado dos parceiros.

Se escolherem seguir juntos, concentre-se no momento presente.

Ruminar situações desagradáveis, acatar ou julgar o outro, impossibilitará seguir em frente.

Valorizar as boas atitudes e qualidades de quem está ao seu lado é um ótimo exercício. Admiração é um fator extremamente relevante para a relação.

Crie o hábito de elogiar verdadeiramente seu parceiro.

É possível que diante de tantas ações para promover a mudança desejada, o casal necessite de ajuda profissional.

Há diversos psicólogos que realizam terapia de casal no formato presencial ou por atendimento online para mediar esse processo.

Se escolherem seguir juntos, concentre-se no momento presente. Ruminar situações desagradáveis, acatar ou julgar o outro, impossibilitará seguir em frente.

Valorizar as boas atitudes e qualidades de quem está ao seu lado é um ótimo exercício.

Admiração é um fator extremamente relevante para a relação. Crie o hábito de elogiar verdadeiramente seu parceiro.

É possível que diante de tantas ações para promover a mudança desejada, o casal necessite de ajuda profissional.

Além disso, há muitos casais ao começarem a apostar no processo de mudança percebem que a separação é a melhor “saída” para ambos.

Em ambos os casos, há diversos psicólogos que realizam terapia de casal no formato presencial ou por atendimento online para mediar o processo em busca da mudança ou separação.

Reportar erro

Escrito por Carla França

Co-fundadora da revista digital Blahpsi, atua há 10 anos como psicóloga clínica e institucional. Pós graduada em Saúde da Família, aprimoramento no Programa de Atenção à Tentativas de Suicídio, especialização em Psicologia & Relações Raciais (Instituto AMMA Psique e Negritude) e cursando a formação em Psicanálise no Núcleo Brasileiro de Pesquisas Psicanalíticas.

Comments

Deixe uma resposta
  1. Nossa, muito bom o texto, já passei por essa situação de relacionamento tóxico, sei o quanto é difícil e nos sentimos quase que em transe e acabamos sedendo sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Será que estou com estafa, estresse ou é Burnout?

Será que estou com estafa, estresse ou é Burnout?

Um labirinto chamado "vida"

Um labirinto chamado “vida”