in

Semana Mundial do Brincar – Criando vínculos, nutrindo afetos!

“(…) Você vai encher os vazios com as suas peraltagens, e algumas pessoas vão te amar por seus despropósitos”!

Manoel de Barros

Brincar” deriva da palavra “brinco”, que vem do latim “vinculo”, cujo significado é “fazer laços, ligar-se.

Que lindeza a origem da palavra, por si só é acolhedora e convidativa!

PUBLICIDADE

Alguém pode resistir ao convite “Vamos brincar”?

Semana retrasada, estava facilitando a oficina presencial meditação e yoga lúdico na educação com um grupo de 7 educandos, numa manhã de outono linda, ensolarada… feliz.

E de repente uma das educandas de seis anos, disse vamos brincar de amarelinha? Detallhe, temos um combinado, 20 a 30 minutos de conversa, contemplação da manhã… e depois iniciamos as práticas e brincadeiras.

Nesse momento o convite chegou e eu prontamente aceitei! Quanto tempo não brinco de amarelinha. Minha criança interior ficou super feliz. E a pro chamou a Anna Maria, menina, e ambas brincaram com os educandos.

Eles ficaram espantados… e diziam “ela sabe brincar, que legal”.

Imaginem a minha felicidade… por estar brincando com eles, comigo, e ali naquele momento o tempo parou. E foi incrível… um dos melhores dias da minha vida, em um ano e dois meses de pandemia.

Imediatamente a memória celular foi ativada… enquanto brincava as lembranças da infância vieram. Fazíamos campeonato de amarelinha na rua, desenhando com tijolo, usando cascas de mexerica, laranja ou limão como “malha”, a ser jogada nas casas da amarelinha.

Era muita alegria e diversão, a garotada toda brincando várias amarelinhas desenhadas, com times, duplas, placar… e o prêmio? Simplesmente a diversão, a alegria de criança interagindo com outras crianças, criando vínculos.

O ato de brincar mantém a sanidade mental, a criatividade, a imaginação, a alegria de viver. Quem não brinca não é feliz!

PUBLICIDADE

Minha irmã e eu fazíamos campeonato de 5 marias, jogo de mãos, contagem, habilidade motora, raciocínio lógico, concentração. Cinco saquinhos de tecido, pequenos, recheados com arroz. Nós costurávamos os saquinhos, um mais lindo que o outro.. com o tempo rasgavam… e criamos outros com restos de tecidos doados por minha mãe.

Em abril, assisti a live do Território do Brincar, foi incrível ouvir os relatos sobre o quanto as famílias estão resgatando brincadeiras tradicionais e o quanto as crianças estão brincando. Reconstruindo a praça, o quintal, a escola  e outros espaços dentro de casa, seja essa casa ampla ou de sete por sete metros quadrados.

A ludicidade mantém a alma e o coração nutridos e acredito que fortalece o sistema imunológico de todos que aceitam o convite “Vamos brincar”?

 Mas existem crianças e jovens que não tem esse direito garantido, por isso a Semana Mundial do Brincar, é uma mobilização para conscientização de toda a sociedade sobre a importância do brincar e seu significado para a infância. Em 1999, por iniciativa da Associação Internacional de Brinquedotecas, criou-se o Dia Mundial do Brincar, celebrado em 28 de maio.

Este dia evidencia que o brincar é um direito assegurado pelo artigo 31º da Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas. E também está previsto no artigo 227 da Constituição Federal de 1988 que assegura os direitos das crianças e adolescentes, em destaque aqui, para o direito ao lazer e cultura. O intuito do dia é incentivar as brincadeiras, o tempo de qualidade gastos nela e o envolvimento dos familiares com as crianças, considerando, que as atividades auxiliam no desenvolvimento físico, motor, emocional, social e cognitivo dos participantes. https://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2020/06/28-maio-dia-internacional-brincar

Várias iniciativas estão programadas para que crianças, adolescentes e famílias usufruam e tenham direito de brincar garantido.

Brincar não é passar o tempo, brincar é ganhar tempo!

Pois as experiências criativas e lúdicas na infância são os alicerces na formação de adultos mais felizes, plenos e empáticos!

Quem brinca cria vínculos e nutre afetos, isso é um tesouro para o desenvolvimento humano!

“Eu sou pequeno, me dizem,e eu fico muito zangado.Tenho de olhar todo mundocom o queixo levantado.

PUBLICIDADE

Mas, se formiga falassee me visse lá do chão,ia dizer, com certeza:- Minha nossa, que grandão!”

Pedro Bandeira

Deixo algumas referências para quem desejar conhecer as iniciativas

https://www.unicef.org/brazil/convencao-sobre-os-direitos-da-crianca

http://aliancapelainfancia.org.br/participe-da-semana-mundial-do-brincar-2021/

https://territoriodobrincar.com.br/

https://lunetas.com.br/brincar-livre-afinal-o-que-isso-significa/

https://www.casadas5pedrinhas.com.br/home

http://acasaredonda.com.br/

https://www.youtube.com/watch?v=33vZGW7WH9Q (Alike – A Sociedade e nossa capacidade criativa)

Abraços para você e sua criança interior!

Dê as mãos, os ouvidos e o coração a ela!

Brinque muito, brinque sempre e garanta o direito de brincar!

Anna Maria de Oliveira

https://lkt.bio/Academia_Confluencia

Reportar erro

Escrito por Anna M. Oliveira

Anna Maria de Oliveira, mais de 25 anos atuando na área educacional, formação de educadores, liderança de equipes e desenvolvimento de projetos. Pedagoga, Especializada em Gestão Escolar, Arte Educadora, Professora, Consultora, Palestrante. Fundadora da Academia Confluência (Escola de desenvolvimento humano para Autogestão).

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
O impacto do autismo na família

O impacto do autismo na família

11 traços de pessoas inteligentes

11 traços comuns de pessoas altamente inteligentes